VIVER AS RECORDAÇÕES

"Lembrar é fácil para quem tem memória.
Esquecer é difícil para quem tem coração."
(William Shakespeare)

Lembrar das manhãs com cheiro de infância que já vão tão distantes, daquele gosto do café da manhã que só os nossos pais sabiam fazer. Lembrar daqueles doces que a gente disputava com os amiguinhos da rua, ou das aventuras mais perigosas com os colegas da escola. 

Lembrar das vezes que trocamos confissões desesperadas sobre os amores das nossas vidas, sobre um ou outro amigo falso que nos denunciou e nos magoou; lembrar de quando tudo parecia mais simples e mais fácil, e a vida não era mais que sentar à tarde em frente à televisão, esperando o filme começar e a gente cair no sono deitados no sofá preferido...

Lembrar de quantas vezes pedimos desculpas e não fomos ouvidos, ou de quantas vezes preferimos não perdoar por medo de chorar lágrimas mais pesadas.

Lembrar que um dia, mais cedo ou mais tarde, toda mão que dá carinho um dia deixa feridas.

Lembrar dos primos, tios, parentes, pais, avós... De quando a gente se reunia em volta da mesa para celebrar qualquer data que fosse mais importante.

Lembrar de ontem e tentar fazer do hoje um momento semelhante, na involuntária vontade de voltar atrás e ver acontecer tudo de novo.

Lembrar sem arrependimento; viver as recordações.

Postagens mais visitadas deste blog

OS PREFERIDOS DA MAMÃE

O QUE É SER PRAGMÁTICO?

SILÊNCIO DOS LOBOS