MULHERES – o homem na relação?

Sabemos que as mulheres trabalham muito, porque acumulam vários papéis – a maternidade cabe somente a elas. A grande maioria é também a principal provedora da casa com companheiro ou não.
Toda a dinâmica da humanidade e os fenômenos culturais foram dissolvendo a família tradicional e favoreceram a mulher a assumir a linha de frente da família. Em alguns casos, para mulheres de classes mais baixas, esse papel se deu quase “à força”, como a ciência de seus valores e de serem o verdadeiro arrimo de família, por não terem em quem se apoiar e, muitas vezes, estarem sozinhas.

Um processo que acontece no mundo há mais de 60 anos como reflexo dos processos industriais e culturais.
Na atualidade não são apenas as mulheres de classes mais baixas, mas mulheres de todas as classes. Tal papel – a de provedoras – que antes constrangia o homem chegando a abalar o relacionamento, hoje mostra parceiros adaptados à situação alguns parecem acomodados ou conformados ou ainda assumem uma posição igualitária, embora as estatísticas ainda os mostrem como chefes de família nos lares nacionais.
O processo cultural da evolução da mulher nos trouxe a este modus vivendi, e assim a vida segue com a pergunta: O que querem as mulheres?
Queremos a paz de ter nossos corpos e vidas livres de todas as construções machistas que ainda estão por aí nos cercando, nos melindrando, nos diminuindo aos pouquinhos. Que não nos empurrem padrões de beleza, que por hipótese alguma, nos designem papéis que não desejamos cumprir, e que parem de reforçar, dentre outras tristes ideias, que o homem é a vítima no casamento.
O único grande mistério talvez seja a divisão entre os sexos.

Postagens mais visitadas deste blog

OS PREFERIDOS DA MAMÃE

O QUE É SER PRAGMÁTICO?

SILÊNCIO DOS LOBOS