SOZINHAS

Quantas vezes convertemos lágrimas... grande parte delas de tristeza, e sozinhas nos recolhemos debaixo do chuveiro para serem levadas de nosso rosto esperando que a água lave nossas angústias.

À frente da TV por vezes as lágrimas teimam em brotar de nossos olhos, e algumas vezes também, se fazem acompanhar de um choro pequeno, outras de grandes soluços, daí aumentamos o som para sufocá-las. 
A sensação é como se estivéssemos fazendo algo errado, daí  buscamos lugares estratégicos para sufocar a tristeza. Por quê? Vergonha de nós mesmas?

Não contamos para ninguém, não gostamos que os outros se preocupem, nos fazemos de fortes, mas precisamos de colo, de atenção e carinho. 

As emoções devem ser extravasadas, mas procuro reprogramar as minhas para manter a sanidade. 

Sueli Dib 

Postagens mais visitadas deste blog

OS PREFERIDOS DA MAMÃE

O QUE É SER PRAGMÁTICO?

SILÊNCIO DOS LOBOS