FILHOS: QUEM EDUCA?

Que educação é primordial todos sabemos, mas estamos no século XXI queremos a tecnologia do século XXII, no entanto, a educação ainda se parece com a do século XIX. Com o advendo das novas tecnologias, pressupomos que o aprendizado de transformar informação em conhecimento seria um facilitador, mas que nada!

Convivo com famílias em que as crianças podem tudo até xingar os pais, eles aceitam porque acreditam que eles não podem ser frustrados. Faltam limites, sobra falta de respeito.

No ambiente familiar penso que, há uma  ausência de modelos ou ainda que a qualidade de vida das famílias tenha melhorado tanto, que os pais não permitem que os filhos passem sem qualquer desejo não atendido, e assim, desdobram-se em dar todos os objetos de desejo, sem se importar em quantas parcelas isso vai pesar no orçamento. É preciso estar com o último celular e todos os aplicativos up to date. Isso existe é real, mas claro existem outros fatores.

Daí você poderá me perguntar como eu agia. Sou mãe de filho único, e claro não queria que meu filho passasse por privações, como as que havia passado na minha infância, mas tinha incutido em meu DNA os valores a serem transmitidos: respeito, solidariedade, ética, dentre outros para que ele se tornasse um adulto flexível e respeitoso às diversidades.

Trabalhar o dia todo, nunca foi um impeditivo para ao chegar a casa, me dedicar a ele. Tenho a clara convicção que a diferença na vida de uma criança é o compromisso com a verdade, os princípios morais e sociais.

Definitivamente EDUCAR não é uma tarefa fácil, tampouco vem em forma de receita de bolo ou bula de remédio. 

Ninguém descobriu essa fórmula secreta. No entanto, pais têm obrigação de, se não souberem, partirem para aprender sempre. Devem ensinar a seus filhos que direitos vêm acompanhados de deveres e para ser respeitado, deve-se também respeitar. Estas sim, são regras universais insubstituíveis as quais irão garantir uma plena sensação de missão cumprida, com sucesso no futuro.

Sueli Dib 

Postagens mais visitadas deste blog

OS PREFERIDOS DA MAMÃE

O QUE É SER PRAGMÁTICO?

SILÊNCIO DOS LOBOS